sábado, 19 de julho de 2014

Testemunhos - Visitação de Deus/Sertão Nordestino

EXPERIÊNCIAS E ALGUNS TESTEMUNHOS DOS TRABALHOS DA VISITAÇÃO DE DEUS – SERTÃO NORDESTINO.

Em São Fernando, no interior do estado do Rio Grande do Norte, em parceria com os missionários da Missão Esperança e Fé de Natal/RN.

Uma mulher ouviu uma missionária orando pela vizinha dela na calçada, ela saiu de sua casa dizendo que precisava de oração, pois no momento em que ouviu a oração ela iria se enforcar com um cabo de um ferro elétrico. Ela confessou Jesus e foi liberta.

O tio de uma menina de 15 anos nos abordou no meio da rua, desesperado, para irmos orar por ela. A menina estava deitada em uma rede, inerte, sem comer, sem tomar banho, há vários dias. Ela teve vários desmaios. Oramos e fizemos libertação. No dia seguinte ela foi dar o seu testemunho em uma mercearia movimentada do povoado e disse para as pessoas que havia sido curada através da “reza”dos crentes.

Uma parte da equipe foi orar em uma casa onde vivam seis pessoas, o pai e cinco filhos. Um deles totalmente possesso, com problemas físicos, todo encurvado, parecendo o Frei Damião (na casa tinha várias imagens, inclusive a do Frei Damião). Quando foi ministrada libertação, o rapaz dizia que os demônios estavam todos nas imagens. O pai foi avisado para quebrar e jogar fora, mas se recusou a fazer isso. Concluímos que, enquanto o pai não renunciar às imagens, o filho não será liberto. Mas, um irmão dele se converteu e já estava ajudando a congregação dos missionários.

Uma jovem que vivia deprimida, era violenta quebrava tudo dentro de casa, batia na mãe e nos filhos, tinha sido internada várias vezes em uma clínica de loucos, foi liberta e já estava congregando na igreja dos missionários.

Em Vila Feitosa (região da cidade de Caririaçú, no estado do Ceará). Projeto “De Mochila no Sertão” (Visitação de Deus); Comunidade Cristo Vive (Juazeiro do Norte/CE); Ministério de Artes Kumbaiá (Goiânia) e vários representantes de outras igrejas.

A necessidade do povo da Vila era tão grande, que quando os jovens chegaram na Escola para se instalarem, várias pessoas incluindo dezenas de crianças, subiram no muro, nos postes, para ver o que estava acontecendo lá dentro. Os jovens tiveram que abrir os portões da Escola e deixa-los entrar.

Durante dois dias foram alimentadas dezenas de pessoas incluindo criança.

Foram feitas visitas de casa em casa e oramos por muitas pessoas e uma grande maioria compareceu nas reuniões à noite no colégio e muitas vidas foram salvas, libertas e curadas. Houve também trabalho social com distribuição de cestas básicas, brinquedos e guloseimas para as crianças.

Visitamos uma mulher com cinco filhos, abandonada pelo marido, e que recebia apenas R$ 250,00 de Bolsa Família e ainda tinha uma filha que fez transplante de córnea e o auxílio doença que recebia, gastava tudo em remédios pós-operatório.

Fomos levar cestas básicas em vários sítios da região. Muita miséria, descaso, abandono de lares pelos pais de famílias. Uma sequidão de água e espiritual tremenda. Encontramos duas senhoras bem idosas, sozinhas, sem ter o que comerem totalmente abandonadas. Levamos para elas cesta básica e oramos abençoando suas vidas.

Em um bairro onde se concentra a maior área de prostituição e bordéis de Juazeiro do Norte/CE e um dos bairros mais violentos da cidade.

As meninas de doze anos já são treinadas para se prostituírem nos bordéis.

Uma família estava passando fome há três dias e um dos filhos pequenos estava passando mal por estar comendo fezes de tanta fome. A irmã Zirta (que é a pessoa que cuida do projeto nesse bairro), foi tocada por Deus para levar uma sopa para essa família.

Visitamos tantas outras casas nesses lugares, oramos por cura, libertação e anunciamos a salvação. Muitas pessoas enfermas, com depressão, com espírito de suicídio, sem esperança. Algumas nos abordavam nas ruas, mandavam nos chamar pedindo oração. Pessoas sedentas por uma solução, por um escape que os aliviasse de todos esses males.Situações fortes que nos chocaram muito ao ponto de nos abalar.

Precisamos de suas orações: Por proteção, força e coragem. Saúde física, emocional e espiritual, sustento financeiro, segurança e livramento nas viagens, nas nossas casas. Por nossa famílias que estão distantes.


Como são belos nos montes os pés daqueles que anunciam boas novas, que proclamam a paz, que trazem boas notícias, que proclamam salvação, que dizem ao Sertão: O seu Deus reina! (Isaías 52:7)